A FOLHA DO LITORAL

Policial morto após troca de tiros em Santos será enterrado em Araraquara


HomePage

O policial rodoviário Alex de Souza da Silva, morto em Santos na madrugada desta segunda-feira (4) durante um assalto a uma empresa de transporte de valores, será enterrado em Araraquara (SP) nesta terça-feira (5), às 10h30, no Cemitério São Bento.

A vítima participava de um cerco aos criminosos na Rodovia Anchieta e morreu junto a outro policial, Leonel Almeida de Carvalho, de Olímpia (SP). Um morador de rua também foi baleado e morreu. Outras duas pessoas ficaram feridas. Uma moradora de Santos sobreviveu após ter o carro atingido por sete tiros.

A Polícia Rodoviária de Araraquara informou que o militar morava na cidade e que estava há 30 dias em Santos, pode participava da Operação Safra, para fiscalizar caminhões.

O crime
O crime ocorreu por volta das 4h, quando suspeitos armados invadiram a empresa. A Polícia Militar foi acionada e, em poucos minutos, chegou ao local. Policiais e criminosos trocaram tiros e uma perseguição foi iniciada.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado para conter as chamas que atingiram um caminhão que estava parado no local. Porém, os bombeiros tiveram que retornar à base, pois houve mais uma troca de tiros na empresa. Depois, três viaturas voltaram ao local para acabar com o incêndio.

Perseguição
Os policiais realizaram um cerco na Praça dos Andradas, em Santos, na Vila dos Pescadores e em um viaduto na via Anchieta, em Cubatão. Os suspeitos estavam em quatro veículos e passaram pelos bloqueios feitos pela PM.

Os suspeitos utilizaram, como rota de fuga a via Anchieta. A Polícia Militar Rodoviária realizou um bloqueio e mais dois policiais foram feridos. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos fugiram em direção a São Bernardo do Campo.

Por conta da fuga dos criminosos, a pista de subida da via Anchieta precisou ser bloqueada durante duas horas para a retirada de veículos abandonados pelos suspeitos. A Ecovias informou que a pista foi liberada por volta das 8h.

Carros usados na fuga
As polícias do Alto Tietê e do Litoral continuam fazendo buscas para tentar prender os suspeitos. Em Suzano e Mogi das Cruzes, os policiais registraram roubos de carros que podem estar relacionados ao caso. Veículos abandonados tinham manchas de sangue.

 

Empresa
A Prosegur confirmou um assalto ocorrido na madrugada de hoje a sua base em Santos. A companhia informa que nenhum de seus funcionários foi ferido e que está à disposição das autoridades e colaborando para o andamento das investigações. A empresa afirma que grande parte do dinheiro foi recuperado.



           

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários


Ainda não existem comentários para esta notícia.