A FOLHA DO LITORAL

Polícia recupera quase R$ 9 milhões roubados durante assalto em Santos


HomePage

A Polícia Militar recuperou parte do dinheiro roubado de uma empresa de valores em Santos, no litoral de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (4). No total, R$ 8,9 milhões foram encontrados dentro de carros abandonados na Rodovia Anchieta. A empresa não divulgou o valor total roubado pelos assaltantes. A polícia segue em busca dos suspeitos.

O crime ocorreu por volta das 4h, quando suspeitos armados invadiram a empresa. A Polícia Militar foi acionada e, em poucos minutos, chegou ao local. Policiais e criminosos trocaram tiros e houve perseguição.

Segundo a polícia, morreram dois PMse pelo menos duas pessoas ficaram feridas. Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, os responsáveis pela investigação afirmaram que dois policiais atingidos por tiros de fuzil estão internados.

De acordo com informações da Polícia Militar, cerca de 70 policiais participaram da ação contra os bandidos.

Os grupo utilizou como rota de fuga a via Anchieta. A Polícia Militar Rodoviária realizou um bloqueio e mais dois policiais foram feridos. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos fugiram em direção a São Bernardo do Campo.

Por conta da fuga dos criminosos, a pista de subida da via Anchieta precisou ser bloqueada durante duas horas para a retirada de veículos abandonados pelos suspeitos. A Ecovias informou que a pista foi liberada por volta das 8h.

 

Em Suzano e Mogi das Cruzes, os policiais registraram roubos de carros que podem estar relacionados ao caso. Veículos abandonados tinham manchas de sangue.

Empresa
A Prosegur confirmou que houve um assalto na madrugada desta segunda na sua base em Santos. A companhia informa que nenhum de seus funcionários foi ferido e que está à disposição das autoridades e colaborando para o andamento das investigações. A empresa afirma que grande parte do dinheiro foi recuperado.



                 

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários


Ainda não existem comentários para esta notícia.