A FOLHA DO LITORAL

Prefeitura de Guarujá capacita 125 pessoas para mercado de trabalho


HomePage

Com o intuito de inserir os munícipes no mercado de trabalho, a Prefeitura de Guarujá, oferece uma capacitação, que se estende até 16 de maio, para 125 pessoas que participam de dois programas sociais mantidos pela Guarda Civil Municipal (GCM): o Programa Jovens no Exercício da Cidadania (JEC) e o Mulheres Pela Paz.

As atividades acontecem no auditório do Sindicato dos Servidores Municipais da Prefeitura (Sindserv), no Jardim Boa Esperança. Ao longo dos dois meses de curso, o grupo terá palestras e atividades relacionadas a diversos temas, como direito administrativo, inserção do jovem no mercado de trabalho, meio ambiente, turismo, igualdade racial e políticas públicas para mulheres.

“O mercado está cada vez mais concorrido e a programação do curso nos oferece uma oportunidade de qualificação muito boa. A partir dessas aulas seremos capacitados para integrar setores da Prefeitura e empresas da Região”, disse Camila Terzariol, de 20 anos.

Após a formatura, o grupo será absorvido pelo Programa Auxílio Desemprego da rede municipal (Frente de Trabalho) por um ano de contrato, prorrogável por mais um.

O integrante da Comissão de Projetos Sociais da Guarda Municipal, Alexandre Quintério, conta que a capacitação é importante para gerar mais rendas às famílias dos participantes. “Para os jovens essa é uma oportunidade do primeiro emprego. Já para os mais velhos o foco é a volta ao mercado de trabalho. Muitas aqui são donas de casa e, na maioria das vezes, única fonte de renda da família”, disse.

Já a aluna e integrante do programa Mulheres Pela Paz, Ana Paula Mesquita, de 34 anos, resolveu participar do curso para poder ajudar os jovens do bairro onde mora. “Sou moradora do Jardim Progresso há 30 anos e vejo que posso fazer mais por ele. Como tenho uma filha adolescente, acabo sentindo essa necessidade de ajudar os jovens, dando orientações e passando um pouco mais de experiência para eles”.

Jovens no Exercício da Cidadania – A iniciativa, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social é destinada a jovens de ambos os sexos, com idade entre 18 e 20 anos, que estão em situação de vulnerabilidade social. Após a conclusão do curso, que dura dois meses, os participantes são direcionados às secretarias municipais e empresas da Região.

Mulheres Pela Paz – O projeto, formado por lideranças femininas das comunidades mais vulneráveis para disseminar valores de paz e cidadania, é uma iniciativa da Prefeitura, por meio das secretarias municipais Desenvolvimento e Assistência Social e de Defesa e Convivência Social. A proposta do grupo é buscar a integração de diversas políticas públicas, priorizando as demandas levantadas na comunidade.



           

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários


Ainda não existem comentários para esta notícia.