A FOLHA DO LITORAL

Turismo recebe investimento de R$ 73,3 milhões


HomePage

O governo de São Paulo liberou R$ 73,3 milhões para ser investidos em obras de infraestrutura e mobilidade urbana em 29 cidades: estâncias balneárias, climáticas, hidrominerais e turísticas em todo o estado. O investimento chegará aos municípios por meio do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade), da Secretaria Estadual de Turismo. Foram 49 convênios assinados pelo governador Geraldo Alckmin na quinta-feira, 10, no Palácio dos Bandeirantes, na capital.

Os investimentos deverão se aplicados em reestruturação de áreas, revitalização e recapeamento de vias públicas, bem como outros itens que fortaleçam a infraestrutura das localidades atendidas. Para o governador Geraldo Alckmin, o desenvolvimento do setor é uma forma de os municípios encararem a crise com a valorização da mão de obra local. Disse ele: “Turismo é emprego rápido, turismo também é saúde, é desenvolvimento e é tudo o que o Brasil está precisando. Nós estamos assinando quase cinquenta convênios para vários tipos de obras. Cada cidade escolheu aquilo que é mais urgente e necessário”.

O presidente da Associação das Prefeituras das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo (Aprecesp), Mauro Orlandini, disse: “A assinatura da liberação das verbas do Dade pelo governador Geraldo Alckmin é o primeiro resultado positivo das ações da nova diretoria da Aprecesp. Essas verbas são fundamentais para a execução de diversas obras que podem representar o desenvolvimento do turismo nas cidades estâncias”.

Entre 2010 e 2014, o governo estadual investiu cerca de R$ 1,2 bilhão em 70 estâncias turísticas filiadas à Aprecesp. Naquele período, o contingenciamento das verbas foi de 30%, valor reduzido para 13%, este ano, a pedido de Orlandini, que tem uma nova meta: a simplificação na autorização dos repasses. “Consideramos muito importante descomplicar os procedimentos, porque entendemos que somos nós, os prefeitos, que estamos em contato direto com a comunidade, que cobra o andamento das obras. Os técnicos das prefeituras estão sempre às voltas com novas documentações e procedimentos, que acabam emperrando os processos e atrasando as obras”, destacou Orlandini.

Investimento no litoral

Somente em cidades do litoral paulista, o repasse chega a R$ 25,5 milhões, a saber: R$ 5,9 milhões para obras na avenida Engenheiro Arquiteto Eduardo Correia da Costa Júnior, em Bertioga; R$ 3,5 milhões na valorização turística da orla da praia de Mongaguá; R$ 2,5 milhões para construção de Centro Cultural Esportivo e de Lazer em Ilha Comprida;  R$ 1,5, para infraestrutura de Pavimentação e Obras Complementares, em Cananéia; R$ 5,8 milhões para obras de infraestrutura urbana em várias ruas de Caraguatatuba; R$ 302 mil, para a reforma da Praça de Surf de Maresias, em São Sebastião e R$ 5.357.563,67, para Infraestrutura na avenida Mãe Bernarda.

A verba do Dade é um recurso disponível para cada estância previsto no orçamento estadual todos os anos. Para recebê-lo, as prefeituras devem determinar quais serão os objetos dos convênios a ser celebrados, ou seja, onde a verba será aplicada.



     

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários


Ainda não existem comentários para esta notícia.